Pin It button on image hover

Salmão Grelhado com Molho Gribiche e Batatas no forno com Tomilho



Um dos peixes mais apreciados aqui em casa e que sempre prefiro grelhado. Para lhe dar outro ar e mais sabor, acompanhei regado com o molho gribiche de que ouvi falar no "Masterchef" um dia destes, e que quis de imediato experimentar.
Servi ainda com umas batatinhas no forno com tomilho e alho e claro, uma salada, que sempre sabe bem, ter ao lado nestas refeições.
Espero que gostem da sugestão de hoje!






4 postas de salmão
Sal q.b.

Molho Gribiche:
2 ovos cozidos
2 colheres de chá de mostarda dijon
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
Sumo de1 limão
1 chalota pequena, finamente picada
3 ou 4 pepinos de conserva (cornichons), picados grosseiramente
1 colher de sopa de alcaparras, escorridas e picadas grosseiramente
1/2 chávena de azeite extra virgem
1 punhado de ervas frescas (usei salsa e cebolinho), picados
Sal e pimenta do reino moída

Acompanhamento:
3 batatas grandes
50 g de manteiga derretida
3 dentes de alho
Sal e pimenta a gosto
Raminhos de tomilho q.b.




Descasque as batatas, seque-as e corte-as finamente.
Amasse ligeiramente os alhos.
Numa travessa, empilhe as batatas.
Pincele com a manteiga e tempere de sal e pimenta.
Por cima coloque os alhos e raminhos de tomilho.
Leve ao forno a 180º C. por cerca de 40 minutos.





Prepare o molho:
Separe a parte branca dos ovos, da gema e pique tudo finamente.
Coloque numa tigela, a mostarda, o vinagre, o sumo de limão, a chalota, os pepinos, as alcaparras, o ovo picado e misture o azeite.Tempere com sal e pimenta a gosto e finalmente adicione as ervas frescas, picadas no momento antes de servir.
Grelhe o salmão até ficar no ponto e sirva-o, regado com este molho.
Acompanhe com uma salada e as batatas no forno.

Gelado de Baunilha e Oreos

Um gelado simples de fazer e de agradar aos miúdos, que o devoraram num instante.
A máquina de gelados, veio facilitar essa tarefa e, desde que a uso, consigo gelados muito mais cremosos e sem o incomodo de se formar gelo e ficarem duros demais. 
Na minha opinião, vale a pena a compra e o investimento, neste pequeno electrodoméstico mas, um segredo para ficarem ainda mais cremosos, é substituir o leite por natas e/ou iogurtes.





4 ovos (gemas separadas das claras)
4 c. sopa de açúcar branco 
1 vagem de baunilha
1 pacote de natas
2 iogurtes naturais
1 embalagem de Oreos

Máquina de Gelados do Lidl







Separe as claras das gemas em duas tigelas diferentes.
Bata as claras com duas das 4 colheres de sopa de açúcar, até conseguir um merengue firme.
Bata bem as gemas até ficarem em espuma.
Bata as natas noutra tigela com as restantes 2 colheres de sopa de açúcar e as raspas de baunilha, até formar picos firmes.
Corta-se os Oreos em pedaços (com a ajuda das mãos) e adicioná-los para as gemas.
Junte delicadamente todos os ingredientes e deite na máquina de gelados para que fique suficiente cremoso (cerca de 35 minutos).
Reserve o gelado no congelador até à hora de servir, dentro de um recipiente de vidro tipo pirex. 




Bolo de Café com Leite

Fiquei deliciada com este bolo. Ideal para quem gosta de café e de bolos simples e fofos.




4 ovos
180 g de farinha de trigo integral
1 c. de sobremesa de fermento para bolos
150 g de açúcar amarelo
170 g de manteiga, à temperatura ambiente
2 c. de sopa de café instantâneo
3 colheres de sopa de água quente
2 c. sopa de leite morno

Cobertura: 
1 clara
50 g de açúcar em pó
 1 pitada de café em pó







Pré-aqueça o forno a 180 º C.
Bata a manteiga amolecida, com o açúcar até conseguir uma mistura bem cremosa. 
Adicione depois os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição.
Dissolva bem o café com a água quente e o leite e, aos poucos, vá juntando à mistura de ovos.
Peneire a farinha com o fermento e por fim, vá envolvendo delicadamente, de modo a ficar uma mistura sem grumos. Deite na forma e leve ao forno por 35-40 minutos.
Deixe arrefecer completamente.

Enquanto isso prepare a cobertura:
Bata a clara em castelo, junte o açúcar e o café, até que crie picos firmes.
Enfeite o bolo a gosto, com a cobertura de claras.


Crumble de Alperce com Pêssego e Cereja

Daquelas sobremesas perfeitas e versáteis, para gastar fruta madura ou que já está a ficar enrugada e menos bonita. Além disso, este delicioso crumble, mais não é, do que uma das minhas sobremesas favoritas...




3 pêssegos, descascados, descaroçados e cortados em quartos
4 alperces, descascados, descaroçados e cortados em quartos
1 mão cheia de cerejas, lavadas e descaroçadas
1 c. de sopa de amido de milho
Sumo de 1 limão
Canela e Gengibre em pó q.b.
1 c. de sopa de licor de cereja ou Vinho do Porto (opcional)
100 g de farinha
100 g de manteiga
100 g de flocos de aveia
80 g de açúcar mascavado claro 







Pré-aqueça o forno a 180º C. Disponha a fruta, cobrindo o fundo de um pirex. Polvilhe com a canela e o gengibre e a maisena e envolva bem. Regue com um pouco de licor de cereja ou vinho do porto(opcional).
Numa tigela, coloque a aveia, a farinha, o açúcar mascavado e a manteiga fria e, com a ajuda dos dedos, mexa, até conseguir uma mistura bem arenosa.
Espalhe esta mistura sobre a fruta, sem calcar.

Leve ao forno até estar douradinho, aproximadamente 40 minutos e deliciem-se com esta deliciosa sobremesa.


Omelete de Rúcula com Queijo Curado

Uma receita simples mas que salva sempre qualquer refeição tornando-a simplesmente deliciosa.




5 ovos
1 punhado de rúcula
Cebolinho q.b.
Fatias de queijo Curado Tété, a gosto
1 fio de azeite



Lave e seque bem as folhas de rúcula.
Numa frigideira antiaderente, coloque um pouco de azeite e assim que estiver quente, junte os ovos, ligeiramente batidos, abanando e mexendo sempre.
Tire do lume e numa das metades da omelete, quando ainda estiver bem quente, coloque a rúcula e as fatias de queijo.
Dobre a omelete em jeito de envelope e sirva.
Decore com o cebolinho picado.