Pin It button on image hover

Bolo Simples de Maçã e Amêndoa

Uma receita simples e ao mesmo tempo deliciosa que me cativou de imediato, ou não fosse ela da maravilhosa Donna Hay e que vi no seu programa "Fast,Fresh,Simple", que passa no 24 Kitchen.
Adaptei ligeiramente, ocultando os mirtilos usados na receita original e coloquei em substituição, a amêndoa laminada.
Ficou simplesmente maravilhoso e é perfeito, para fazerem neste domingo!





1 cháv. e meia de farinha
3/4 de açúcar
125 de manteiga, amolecida
2 ovos
1 c. chá de extracto de amêndoa
1/2 cháv. de leite
2 c. sopa de amêndoas laminadas
1 maçã, cortada fininha e em meia lua






Bata bem todos os ingredientes e deite numa forma untada e forrada com papel vegetal.
Alise a superfície e deite sobre ela as maçã e as amêndoas laminadas.
Leve ao forno a 160º C. por cerca de 45 minutos.


Um doce Domingo!

Pavlova

Mais uma pavlova no meu blog!
Basta ter umas claras a mais e a precisarem de ser gastas, e lá vem a desculpa perfeita para fazer esta delicia...




200 g de claras (mais ou menos de 3 ovos)
400 g de açúcar (coloco sempre o dobro do peso das claras)
1/4 colher de chá de cremor tártaro
Morangos q.bCompota caseira de morango
Decoração: Vahiné (corações)






Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Num tabuleiro forrado com papel vegetal, coloque o açúcar de forma uniforme, e leve ao forno até que as bordas comecem a querer caramelizar. Retire e reduza a temperatura do forno para os 100ºC.

Entretanto, bata as claras em velocidade média, com uma pitadinha de sal. 
Quando a espuma começar a ficar mais consistente, adicione o açúcar reservado e a pouco e pouco. juntamente com o cremor tártaro, enquanto vai batendo agora na velocidade media/alta, até ficarem com picos firmes mas pegajosos e brilhantes.
Sobre o mesmo papel vegetal onde colocou o açúcar, coloque agora o merengue com a ajuda do saco pasteleiro (usei este da tupperware que é fantástico) e dando-lhe a forma de círculo.




Leve ao forno por cerca de 1 hora.




Dica:Não abra nunca, a porta do forno durante a cozedura.
Desligue depois o forno e deixe a pavlova arrefecer lá dentro. Só quando estiver totalmente frio é que a pode retirar. 
Dica:O ideal é fazer à noite e deixar durante a noite inteira no forno e só depois a retirar.

Decore a sua pavlova a gosto, eu decorei com morangos e um pouco de compota e os corações de açúcar da Vahiné.



Beijinho e uma doce Quarta-feira!

Biscoitos de Café


Toca a meter as mãos na massa e a fazerem estes deliciosos Biscoitos de Café, que vos trago hoje como sugestão. 
Espero que gostem!






130 g de manteiga
Raspa de meio favo de baunilha
120 g de açúcar em pó
1 cháv, de café, de café Kaffa "Bogotá"
250 g de farinha sem fermento
1/2 c. de café, de fermento em pó
Cacau em pó, para polvilhar





Bata a manteiga com uma pitada de sal e as raspas da baunilha. Junte o açúcar e o café, até tudo ficar bem absorvido e finalmente a farinha e o fermento, previamente peneirados. Trabalhar bem a massa até esta ficar lisa e moldável. Envolva-a em película aderente e deixe descansar no frigorífico por pelo menos 3 horas (ou de um dia para o outro).
Retire a massa do frio e forme pequenos cilindros moldando depois em forma de grão de café.
Coloque os biscoitos num tabuleiro, forrado com papel vegetal e levar ao forno ventilado a 170 ° C, por cerca de 13/15 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer, transferindo-os para uma grade.
Polvilhe os biscoitos com cacau antes de servir ou guarde-os numa lata, onde colocou um torrão de açúcar (este irá absorver a humidade), de modo a conservá-los crocantes por mais tempo.


Fonte da receita: aqui

Beijinho e uma feliz Terça-feira!

Iced Coffee

Desde que estive em Londres que me viciei nesta bebida e assim que se estão a aproximar aqueles dias mais quentes, é logo do que me lembro para me refrescar...





Café forte (de preferência café expresso)
2 c. de sopa de leite condensado
3 pedras de gelo
Chantilly q.b 
Raspas de chocolate






Deixar que o café adquira a temperatura ambiente.
Junte os cubos de gelo e o leite condensado. 
Mexa  e sirva, decorado com o chantilly e raspas de chocolate.

Beijinho e uma doce Terça-feira!

Quiche na Caneca



Os ingredientes ficam ao vosso critério e gosto ou com o que tiverem no frigorífico, e que muitas vezes temos pressa em gastar.
Mas vamos à receita?






2 ovos grandes, levemente batidos
2 c. de sopa, de leite
1 pitada de sal e pimenta preta moída Margão
Lascas de fiambre q.b.
2 tomates cereja, cortados ao meio
1 fatia de pão fresco (em migalhas)
1 colher de sopa de queijo ralado
1 c. chá de sementes de mostarda Margão
Raminhos de salsa ou hortelã










Numa caneca para microondas, misture o ovo e o leite com a pitada de sal e a pimenta moída na hora, até ficar tudo bem misturado.
Adicione para dentro o miolo de pão, as lascas de fiambre, o tomate cereja e o queijo, misturando delicadamente.
Coloque a caneca no microondas, cubra com a tampa-flor pequena Kochblume, para que não transborde e/ou suje nada, e cozinhe na temperatura máxima por cerca de 2 minutos.
Decore com as folhas de hortelã ou salsa e as sementes de mostarda.



Beijinho e espero tenham gostado da sugestão!

Moqueca de Peixe com Camarão

Adoramos este prato cá em casa e ao folhear uma das muitas revistas do Lidl, sempre cheia de sugestões deliciosas, dei de caras com esta receita e não resisiti a repetir e a fazer de novo este prato, sempre tão reconfortante e aromático...

Cocotte Staub




600 g de Lombos de Pescada (usei congelados)
10 a 12 camarões grandes
1 limão
1 cebola picada
3 dentes de alho, picados
4 tomates pelados
1 pimento verde
1 pimento vermelho
1 c. chá de Açafrão das Índias Margão
250 ml de leite de coco
1 c. chá de gengibre fresco ralado
Sal e pimenta q.b.
Coentros frescos picados
Arroz Jasmim q.b.





Deixe descongelar o peixe e o camarão e descasque este ultimo. Regue tudo com o sumo do limão. Reserve.
Num tacho, coloque o azeite e a cebola e alhos picados.
Deixe refogar até a cebola ficar macia. Junte depois o tomate picado e os pimentos, cortados em cubos e mexa. Adicione o açafrão, o gengibre ralado,o leite de coco e tempere de sal e pimenta.
Deixe ferver e junte os lombos de pescada assim como o camarão e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos.
Sirva polvilhado com coentros frescos picados e acompanhe com o delicioso e perfumado arroz Jasmim.

Baba de Camelo com Oreo

Uma maneira diferente mas igualmente deliciosa, da já tradicional Baba de Camelo.
Fiz especialmente para o meu filhote Martim, que em dia de aniversário (no passado dia 6), teve assim direito, à sua sobremesa favorita...




2 latas de leite condensado, cozido
5 ovos
2 c. sopa de açúcar
1 pacote de natas, bem frias
1 pitada de sal
100 g de bolachas tipo Oreo, grosseiramente picadas








Na Bimby:

Comece por triturar as bolachas por 10 seg./Vel.7. Retire e reserve.
Lave e seque muito bem o copo e coloque a borboleta. Junte as natas e programar a vel 3 e 1/2, (sem copinho), de modo a irem observando quando estiverem no ponto certo (as minhas demoraram quase 2 minutos a bater).


Lave de novo e seque bem o copo da bimby. Separar as gemas das claras, deite as claras no copo da bimby também com a borboleta e junte o açúcar e uma pitada de sal. Bater por 5 min./Vel.4/37ºC.


Retire as claras para uma taça e reserve.Sem lavar o copo, junte-lhe agora o leite condensado cozido e as gemas e envolver por 20 seg. /Vel. 3.


Depois e com muito cuidado envolva no creme as natas, as claras, assim como as bolachas trituradas

Modo Tradicional:
Num processador de cozinha, triturar as bolachas. Reserve
Bata as natas de modo a ficarem bem espessas. Reserve no frigorífico. Bata igualmente as claras em castelo firme, reserve.
Bater o leite condensado com as gemas, até conseguir uma mistura bem homogénea.
Envolva as natas neste preparado e por fim as claras e as bolachas picadas, também delicadamente envolvidas, de modo a conseguir uma mousse fofa e leve. 

Coloque numa taça ou em pequenas tacinhas, e por cima decore com mais um pouco de bolachas trituradas.  Leve ao frigorífico até ao momento de servir.

Beijinho e um Feliz Carnaval!

Poppy Cake

Um bolo fantástico, cuja receita "copiei" do fantástico Sweetaffair, o blog da querida Ana.
Deixo-vos o convite para que o visitem e se inspirem com esta e outras receitas deliciosas, que ela connosco partilha e nos inspira...






2 cháv. farinha, sem fermento
1 ½ cháv. de açúcar
½ cháv. de sementes de papoila
8 ovos
1 c. chá de extracto de baunilha
½ cháv. de óleo
¾ cháv. de água
3 c. chá de fermento
½ c. chá de cremor de tártaro
½ c. de chá de sal

Cobertura:
400 g chocolate branco
350 ml natas, 35%MG
1 c.sopa de manteiga
(Eu só na hora, vi que não tinha natas, pelo que usei na cobertura, 200 g de chocolate branco derretido e lascas de chocolate de leite)





Peneirar a farinha juntamente com o fermento, o açúcar e o sal.
Sem bater, junte as gemas com o óleo, a água e o extracto de baunilha e verta para o recipiente da farinha misturando bem. De seguida junte as sementes de papoila e envolva-as no creme.
Entretanto bata as claras e o cremor de tártaro, até ficarem em castelo. Junte 1/3 à massa e envolva para que esta fique mais liquida. Envolva as restantes claras delicadamente e em movimentos circulares, para evitar que o ar das claras seja libertado.
Verta a massa para a forma, previamente forrada com papel vegetal e ligeiramente untada e leve ao forno a 150ºC durante cerca de 1 hora ou um pouco mais (evite abrir a porta do forno durante o processo, só abrindo em caso do bolo começar a ficar muito escuro na superfície e aí cubra-o rapidamente com papel de alumínio.
Desligue o forno e deixe-o arrefecer no seu interior para baixe o menos possível. Assim que estiver morno, retire do forno, desenforme e coloque sobre uma grelha. Reserve.
Entretanto, comece a preparar o ganache de chocolate.
Aqueça em lume brando as natas e a manteiga enquanto parte o chocolate em pedaços pequenos. Desligue o lume e junte o chocolate, mexendo um pouco até que este derreta por completo. Deixe arrefecer até obter a consistência desejada para cobrir.
Coloque um prato grande por baixo da grelha e do bolo e verta o chocolate por cima deste de forma a cobri-lo por completo, mas sem o auxilio de nenhum utensílio, permitindo que o ganache escorra pela grelha.
Conforme mencionei acima, eu só usei 200 g de chocolate branco derretido e polvilhei o bolo com lascas de chocolate de leite.


Beijinho e uma doce Quinta-feira!

Caldo de Tagliatelle, com Grão de Bico e Hortelã

Adoro o sabor e a textura desta sopa. Nada como algo reconfortante, para combater estes dias frios...
Serviu também esta receita para participar na segunda edição da Revista "Portugal de Sabores e Tradições" mais concretamente na rubrica:
O Segredo é… a Massa

Espero que gostem da sugestão:







300 g de tagliatelle + 50 g para fritar
250 g de grão Ferbar, cozido
1 folha de louro
1 cenoura, em cubinhos
1 alho francês, em rodelas finas
1 ramo de hortelã, fresca (eu usei hortelã-vietnamita)
4 pedaços de tomate seco
1 dente de alho, descascado e pisado
60 ml de azeite extra-virgem Casa Soares de Albergaria





Leve ao lume, a lata de grão cozido, juntamente com o seu suco. Assim que ferver, junte uma folha de louro, a cenoura, o aipo, o alho francês em rodelas finas (usei o cortador Borner),



o tomate seco em pedaços e um ramo de hortelã. Deixe que continue a ferver por cerca de 30 minutos (se necessário, vá juntando água quente). Retire a folha de louro e tempere de sal e pimenta, moída na hora e mantendo em lume baixo.
Leve ao lume, numa outra panela, bastante água temperada de sal. Assim que ferver, junte a massa, até esta ficar al dente. Retire e escorra-a.
Enquanto isso, numa frigideira com azeite e em lume médio, frite o dente de alho até este querer dourar. Junte as 50 g de tagliatelle, somente para fritar e dourar um pouco. Retire-a e coloque-a sobre papel absorvente.
Junta-se a massa ao caldo de grão e cozinhe por mais uns 2 minutos, em lume baixo. Rectifique de sal e sirva, cobrindo com o tagliatelle frito.
(Regue com mais um pouco de azeite se necessário e enfeite com folhas de hortelã).