Pin It button on image hover

Flan de Forno com Maçã

Um flan diferente e que vos vai surpreender!






1 litro de leite
1 pacote de preparado para pudim flan (ou o equivalente para um litro de leite:130g)
Pãezinhos de leite, q.b.
2 maçãs descascadas e sem o centro
Açúcar mascavado q.b.






Prepare o flan com o litro de leite, conforme instruções da embalagem ou coloque ambos num robot de cozinha, programando 100ºC, 10 minutos na Velocidade 4.
Entretanto, forre o fundo de uma forma com papel vegetal, humedecido e escorrido, com metade dos pãezinhos de leite (cortados a meio na diagonal). Cubra com metade do flan, tape com os restantes pãezinhos e depois o restante do pudim.

Descasque e lamine em rodelas finas as maçãs:

Descascador e mandolina Borner

Cubra o pudim com a maçã fatiada e açúcar mascavado por cima e leve ao forno a 180ºC por 25 a 30 minutos.
Leve ao frigorífico até à hora de servir.


Depois é só deliciarem-se!

Panqueca no Forno com Lemon Curd e Framboesas

Adoro, adoro, adoro!
Tão fácil de fazer e a sobremesa perfeita para quem gosta de panquecas e ao mesmo tempo é amante de sabores citricos. Atrevam-se a experimentar, esta combinação deliciosa!




2 c. sopa de manteiga
3 ovos
1/2 cháv. de leite quente
2 c. sopa de açúcar
1/2 cháv. de farinha
Lemon curd q.b.
1 pitada de sal
1/2 cháv. de mirtilos
Açúcar em pó q.b.






Aqueça o forno nos 200ºC
Numa frigideira coloque a manteiga e leve ao forno por uns segundos, até a manteiga derreter.
Bata os restantes ingredientes (excepto o lemon curd e os mirtilos) e deite na frigideira. Leve ao forno até cozer e dourar, cerca de 15 a 20 minutos.
Deixe arrefecer e preencha a massa com o lemon curd e por cima as framboesas.
Sirva, decorado com o açúcar em pó.

Moqueca de Tamboril

Mais uma receita e sugestão de que gosto muito, e que tinha de partilhar aqui no blogue.
Aqui em casa, tirando os filhos mais novos, todos nos deliciámos com esta moqueca.
Quem por aí também aprecia?






500 g de Lombos de Tamboril (usei congelados)
10 a 12 camarões 
1 limão (sumo e raspa)
1 cebola, picada
3 dentes de alho, picados 
1 malagueta
2 tomates, pelados e sem sementes
1 c. sopa de concentrado de tomate
1 pimento vermelho
Azeite q.b.
1 c. chá de Açafrão das Índias Margão
1 c. chá de gengibre fresco ralado
Sal e pimenta q.b.
Coentros frescos, picados
Arroz branco ou basmati





Deixe descongelar o peixe e o camarão. Descasque este último (reserve alguns inteiros para decorar) e regue ambos com o sumo e a raspa de limão. Reserve.
Leve ao lume o azeite juntamente com a cebola e alhos picados.
Deixe refogar, até a cebola ficar macia. Junte o tomate picado, o concentrado e os pimentos cortados em cubos ou tiras. Mexa, deixando apurar um pouco. 
Adicione depois o açafrão, a malagueta, o gengibre ralado e tempere de sal e pimenta.
Deixe ferver, e junte o tamboril em pequenos pedaços assim como o camarão e deixe cozinhar, por cerca 8 a 10 minutos.
Sirva, polvilhado com coentros frescos picados e acompanhado de arroz basmati ou arroz branco.




Beijinho e uma feliz Quarta-feira!

Salteado de Porco com Alperce e Ameixa

Um prato delicioso com o toque da fruta, que lhe dá um sabor agridoce, que é muito do meu agrado.
Faço sempre na minha kCook e, em pouco mais de 15 minutos, fica prontinha.






150 g de cebola
20 g de azeite
20 g de manteiga
1 lombinho de porco, cortado em rodelas
Sal e pimenta, q.b. e a gosto
50 g de amido de milho
100 g de alperces, em gomos
100g de ameixas, em gomos
2 c. de sopa de vinagre balsamico





Coloque na taça com a lâmina de corte. o azeite, a manteiga e a cebola e pique por 10 a 15 segundos na função Shop. Refogar por 5 minutos a 100ºC na Velocidade 2.
Junte o lombinho em rodelas, o amido  e tempere a gosto de sal e pimenta. Envolva tudo com a espátula, feche a taça e programar 100ºC na Velocidade 2 por 10 minutos.
Junte depois a fruta em gomos e o vinagre balsâmico e programar mais dois minutos a 100ºC na Velocidade 2.

Sirva com arroz e guarnecido com salsa fresca picada.



Beijinho e boa semana!

Polenta com Ragu de Ossobuco

Polenta, acreditem que nunca tinha comido desta forma? Um dia destes, ao ver a Filipa Gomes a preparar esta receita delíciosa, não resisiti e achei que era a altura certa de experimentar e provar. Confesso que estranhei, mas depois adorei e acompanhada deste ragu de ossobuco, ficou um prato maravilhoso!






700 g de ossobuco
Sal e pimenta
1 cebola
1 folha de louro
400 ml de molho de tomate
600 ml de água
Polenta:
1 l de leite
1 c. chá de sal
250 g de polenta
2 c. sopa de manteiga
1 cháv. de parmesão, ralado
Folhas de manjericão Aromáticas Vivas





Temperar o ossobuco de sal e pimenta. Na panela de pressão, coloque o azeite e assim que aquecer coloque a carne para selar de ambos os lados. Retire e reserve.
Na mesma panela deite a cebola, a folha de louro e uma pitada de sal e deixe alourar. Junte de novo a carne e regue com o molho de tomate e a água mexendo tudo. Tape a panela de pressão e deixe cozer por cerca de 35 minutos após o apito, agitando a panela de vez em quando.
Retire a carne e desfaça-a em lascas assim como o interior do osso (tutano), descartando gorduras e o osso. Coloque a carne em lascas para dentro da panela envolvendo-a no molho. Reserve.
Leve ao lume o leite com a colher de sal e assim que começar a querer ferver junte em chuva a polenta. Mexa e assim que engrossar junte a manteiga e o queijo. Se necessário junte um pouco mais de leite dependendo se gosta mais ou menos grossa.
Sirva a polenta com a carne e decorada com folhinhas frescas de manjericão.


Beijinho e uma feliz Terça-feira!

Arroz de Coelho

Reconfortante, com um sabor delicioso e para repetir, é o que posso dizer acerca desta proposta de hoje e que serve uma vez mais para divulgar e incentivar ao consumo da carne de coelho, a convite da ASPOC - Associação Portuguesa de Cunicultura estando também neste momento, a decorrer uma campanha europeia e que já devem ter visto na comunicação social. Visitem ambos os sites e fiquem a saber tudo.
Quanto à minha proposta, espero sinceramente que experimentem pois é deveras apetitosa!





Azeite virgem-extra Oliveira da Serra q.b.
1 coelho, em quartos (com o fígado)
1 cebola picada
3 dentes de alho, picados
1 cháv. bem cheia de arroz
2 a 3 cháv. de caldo de legumes
2 tomates, triturados
100 ml de vinho branco
1 c. de sobremesa de colorau Margão
1 c. sopa de salsa, picada
Sal q.b.
Folhas frescas de salva (opcional)



Leve ao lume numa frigideira larga, o azeite e juntar o coelho fritando até dourar.
Depois de dourar, retire o coelho e o fígado e reserve. À frigideira junte a cebola picada e os dentes de alho. Assim que ambos dourarem, junte o colorau assim como o tomate e mexa.
Adicione novamente o coelho, refogue por alguns minutos e refresque com o vinho branco.
Assim que este evaporar, junte o arroz e o caldo de legumes. Rectificar de sal e deixar ferver por cerca de 15 minutos.
Entretanto na picadora, coloque um dente de alho, o fígado, duas colheres de sopa de caldo de legumes e a salsa picada e triture tudo. Adicione esta pasta nos últimos 5 minutos da cozedura do arroz, envolvendo bem. Apague o lume, e deixe repousar por cerca de 5 minutos antes de servir.

Beijinho e boa semana!

Bolo do Convento na kCook

Um bolo que vi neste blogue e que vem do famoso Livro de Pantagruel.
Tão simples e tão bom!





(Adaptado à minha kCook da Kenwood)


300 g de açúcar
150 g de manteiga
5 ovos
2 dl de leite
2 c. sopa de aguardente
300 g de farinha
1 c. de sopa de fermento em pó
Açúcar amarelo e canela, para polvilhar




Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Insira na taça da kCook o acessório batedor e bata a manteiga com o açúcar por 1 minuto na Velocidade 7. Programar mais 5 minutos, na mesma velocidade, enquanto pelo buraco da tampa junta os ovos, um de cada vez, o leite e a aguardente. 
Finalmente, adicione a farinha e o fermento, envolvendo por 20 segundos, na velocidade 8.
Leve ao forno a cozer, em forma untada e polvilhada de farinha (usei uma forma da "Metalúrgica Pão de anjos Redondo").
Desenformar assim que arrefecer.
Servir o bolo decorado com a mistura de açúcar e canela.


Perfeito para o pequeno-almoço ou lanche!

Coelho Caramelizado em Vinho Tinto

Recomendada para dietas baixas em colesterol, a carne de coelho é rica em vitamina B12, contém sódio, potássio e é rica em proteínas.
Hoje em dia, existe um modelo de produção europeu, 100% rigoroso para oferecer a garantia de qualidade máxima, segurança alimentar, respeito pelo bem-estar animal e a sustentabilidade do produto.
Resultado: uma carne deliciosa, baixa em gorduras e muito fácil de preparar.

Esta proposta que vos trago hoje, é disso exemplo e mais uma das muitas formas de preparar Coelho...



De lamber os dedos!




500 ml de vinho tinto (750 ml) (usei Quinta da Basília )
1 ⁄ 4 de cháv. de vinagre de figo Oliveira da Serra
2 c de sopa de açúcar mascavado
1 coelho, cortado em 8 partes
Sal e pimenta a gosto
Farinha q.b.
1 ⁄ 4 cháv. de azeite virgem-virgem Oliveira da Serra
1 cabeça de alhos, inteira
8 dentes de alho, esmagados
Folhas frescas de salva, tomilho e/ou oregãos
Aromáticas Vivas






Aqueça o forno a 180ºC. 
Numa tigela, misture o vinho com o vinagre e o açúcar. Reserve.
Tempere o coelho de sal e pimenta a gosto. 
Coloque a farinha num prato e passe por ela as peças de coelho, sacudindo o excesso.
Aqueça o azeite numa frigideira larga, em lume médio. Frite o coelho, virando até dourar de ambos os lados.
Transfira o coelho para um tabuleiro de forno e na frigideira onde o fritou junte agora os alhos, deixando dourar, 3 a 4 minutos. Deite a mistura de vinho que havia reservado e deixe que ferva e reduza um pouco, enquanto vai mexendo.
Despeje o molho já reduzido sobre o coelho, espalhe as ervas aromáticas e a cabeça de alhos inteira.
Cubra a carne com uma folha de alumínio e leve por 45 minutos. 
Retire a folha de alumínio, vire o coelho e regue-o com o molho e deixe assar mais 20 minutos.


Receita inspirada aqui

Caril de Lentilhas com Legumes

Adoro o cheiro e o sabor das especiarias. Levam-me a outras paragens e são sempre refeições maravilhosamente reconfortantes.
Aqui fica hoje esta proposta de lentilhas com legumes, onde o caril lhe realça o sabor e nos transporta por momentos, até ao Oriente...




4 cháv. de água
1 1/2 cháv. de lentilhas
1 c. de sopa de óleo de coco
4 dentes de alho, ralados
3 c. de sopa de gengibre fresco, ralado
1 pitada de sal
1 c. de sopa de caril em pó
1 c. de chá de açafrão moído
1 pitada de pimenta caiena
400 ml de leite de coco
2 c. de sopa de açúcar de coco
2 cháv. de legumes para saltear
Salsa ou coentros picados
Sumo de um limão






Leve ao lume a água e, assim que ferver, junte as lentilhas deixando ferver de novo. Reduza depois o lume e, sem tapar o tacho, deixe cozer por cerca 5 minutos ou até que fiquem macias. 
Retire do lume, escorra-as e reserve.
Aqueça em lume médio, o óleo de coco e junte o alho e o gengibre ralados. Refogue por uns minutos até dourarem, enquanto vai mexendo. De seguida baixe o lume e junte a pitada de sal e as especiarias: caril, açafrão e a pimenta e os legumes, deixando cozinhar por mais um minuto.
Adicione o leite e o açúcar de coco e mexa para misturar. Cozinhe em lume brando até conseguir uma mistura cremosa e os legumes estarem macios. Finalmente junte as elentilhas envolvendo-as na mistura de coco e especiarias. Deixe apurar e rectifique os temperos.
Retire do lume, regue com o sumo de limão e polvilhe com salsa ou coentros picados. 



Agora é só deliciarem-se!

Pastéis de Feijão... da Leonor!

Esta partilha de hoje é especial por diversas razões: a inspiração vem do Flagrante Delícia, foram feitas pela querida e inspiradora Leonor de Sousa Bastos e a receita era da sua avó.
Por tudo isso e mais algumas boas razões que aqui podia enumerar acerca deste blogue, aqui ficam estes pasteis, em que a única alteração que fiz e perdoe-me a Leonor, foi a de usar massa filo em vez da massa tenra e o ter de adaptar a receita do recheio, à minha kCook da Kenwood.
Deixo-vos no entanto, também a receita de forma manual, servindo para quem não tem robot.






8 folhas de massa filo ou massa tenra
Manteiga sem sal, derretida q.b.
500 g de açúcar
100 g de água
125 g de polme de feijão branco, sem a pele Ferbar
125 g de amêndoa, ralada Ferbar
12 gemas, peneiradas (passei-as por um passador de rede fina)
Açúcar em pó, q.b. para polvilhar





Coloque na taça com a lâmina de corte, a amêndoa e o feijão e programe 10 seg / vel 10.
Baixe com a ajuda da espátula, o que ficar agarrado às paredes da taça.
Retire para uma tigela e reserve.
Passe a taça da kCook por água e coloque o açúcar, as 100 g de água e programe 4 min / 100°/ vel 2.
Junte a pasta de feijão e amêndoa e programar 15 segundos na Velocidade 6.
De seguida, programe 2 minutos a 100°C na Velocidade 4.
Deixe arrefecer por cerca de 15 minutos e logo depois programar 40 segundos na Velocidade 6, enquanto vai juntando as gemas pelo orifício da tampa.Programar mais 3 minutos a 90ºC, na Velocidade 4.

Modo manual:
Leve ao lume a água com o açúcar até atingir o ponto espadana (117ºC). Junte o polme de feijão e mexa bem, deixando ferver mais um pouco. Adicione depois a amêndoa ralada, deixando ferver mais um pouco enquanto vai mexendo. Retire do lume e junte as gemas peneiradas, mexendo vigorosamente para que não talhem.
Leve de novo a lume brando, por cerca de 10 minutos enquanto vai mexendo.
Retire do lume e reserve.

Entretanto, pincele cada folha de massa filo com a manteiga e vá sobrepondo umas sobre as outras. Deopis de pinceladas, faça 2 cortes na vertical e um na horizontal. Ficando com 6 montinhos de 8 folhas (para 12 pasteis).
Coloque cada um desses montinhos dentro de uma forma para queques e repita o processo, até ter as 12 formas cobertas com a massa.
Deite dentro de cada ninho de massa filo o recheio e leve ao forno pré-aquecido a a 170ºC, por 20 a 25 minutos.
Retire do forno, deixe que arrefeçam e sirva-os polvilhados com açucar em pó.

Fundo "Parede Envelhecida" da BACK
Estes pasteis são simplesmente maravilhosos, e aposto que vocês não vão resistir a fazê-los também...

Beijinho e boa semana!