Pin It button on image hover

Rosti de Batata e Curgete

Mais uma receita muito simples de fazer, em que podem usar só a batata mas que fica também deliciosa juntando a curgete.
Um dia destes foi o meu almoço, mas a receita que vos deixo abaixo, dá perfeitamente para 2 pessoas. Se for para mais é só aumentarem nas quantidades.
Quanto a outras sugestões de Rosti ficam aqui outras que já tenho aqui no blogue!




3 batatas
1/2 curgete
1 chalota
1 ovo
Sal e pimenta q.b.

Acessórios:








Descasque as batatas e a chalota e lave bem, assim como a curgete.
Com o ralador da Borner, rale todos os legumes (imagem acima). Coloque num pano limpo de cozinha, e deixe que seja absorvido o máximo de água possivel, apertando bem o pano.
Numa tigela bata o ovo e junte os legumes envolvendo bem. Tempere de sal e pimenta.
Numa frigideira anti-aderente, coloque um fio de azeite e assim que aquecer deite os legumes espalhando de forma a que fiquem uniformes e bem espalmados. Deixe fritar por cerca de 4 a 5 minutos e vire deixando dourar também do outro lado.
Sirva como entrada, ou acompanhe com uma salada fazendo também uma refeição bem apetitosa!

Beijinho e uma feliz Quinta-feira!

Pão Simples de Espelta na Cocotte

Um dia destes a ver o programa da Donna Hay guardei na cabeça esta receita que vos trago (embora com ligeiras adaptações e o facto de ter reduzido a metade, todos os ingredientes), e embora sendo um pão mais pequeno, acredito que tenha ficando tão delicioso quanto o dela pois aqui, ninguém lhe resisitiu e foi logo devorado por todos...





310 ml de água morna
1 c. de sobremesa de mel
1 c. de chá de fermento seco Fermipan
480 g de farinha de espelta
2 c. de chá de sal
65 ml de azeite extra-virgem Oliveira da Serra





Coloque num pirex, a água, o mel e o fermento. Mexa e deixe repousar um pouco.
Coloque na batedeira, a farinha com o sal e, usando o gancho para massas e a uma velocidade baixa, bata enquanto vai juntando a pouco e pouco, a mistura de água e fermento assim como o azeite. Amassar por cerca de 10 minutos ou até sentir a massa lisa e elástica.
Transfira a massa para um pirex largo, untado com azeite e cubra com um pano de cozinha. Reserve em lugar quente por uma hora e meia a duas horass ou até que tenha dobrado de volume.
Pré-aqueça o forno a 200ºC e coloque dentro uma panela de ferro (usei a minha da Staub).
Assim que estiver bem quente, polvilhe-a levemente com farinha. Retire a massa do pirex e molde-a, dando o formato desejado, colocando depois e cuidadosamente dentro da cocotte, de modo a não se queimar. Polvilhe a superficie com farinha e faça uns cortes com a ajuda de uma faca.
Tape e leve ao forno por 30 minutos. Após esse tempo, retire  a tampa e deixe cozer por mais 20 minutos.


Espero que gostem, e experimentem também fazer este delicioso pãozinho de espelta da sempre inspiradora Donna Hay!

Tarte Folhada de Batatas/Duas Versões

Daquelas tartes que não deixando de ser um petisco ou entrada perfeitas, saciam também como refeição principal. Aqui em casa adorámos e aqui ficam duas versões, de uma tarte folhada deliciosa!





3 folhas de massa folhada (usei de compra)
1 embalagem de queijo creme, tipo Philadelphia
1 gema
2 c. sopa de queijo parmesão ralado
200 g de batata, em rodelas finas
4 chalotas
1 c. sopa de manteiga
Rodelas de Chouriço q.b.
Alcachofras em conserva da Ponti q.b.
Sal e pimenta q.b.
Folhas secas de alecrim q.b.
Folhas frescas de salva Aromáticas Vivas







Comece por laminar as batatas e as chalotas com a ajuda de uma mandolina (usei a minha da Borner que é fantástica).


Leve ao lume uma panela com água e, assim que ferver, junte a batata deixando-a cozer por cerca de 8 minutos. Retire e escorra-as.
Numa frigideira com uma colher de sopa de manteiga, refogue ligeiramente as chalotas. Retire e reserve.
Pré-aqueça o forno a 200°C.
Sobreponha as placas de massa folhada, umas sobre as outras e corte a meio, criando dois rectângulos.
Forre com elas, duas travessas (usei da Staub), previamente untadas com manteiga, deixando as bordas viradas para cima. Pique o fundo com um garfo e reserve no frigorífico por uns minutos.
Entretanto, misture o queijo com o alho picado, a gema de ovo, uma colher de sopa de parmesão ralado e tempere de sal e pimenta. Envolva bem, de modo a obter uma pasta espessa e homogénea.
Espalhe depois esta mistura sobre ambas as massas e por cima disponha as rodelas de batata e numa delas coloque o chouriço e na outra os pedaços de alcachofra. Polvilhe ambas com as chalotas e com o alecrim.
Polvilhe com o resto do parmesão e leve ao forno por cerca de 30 minutos, ou até dourar. Sirva decorado com as folhas de salva e acompanhe com uma salada.


Beijinho e uma feliz Terça-feira!

Aniversário10 anos NacoZinha

O blogue da querida Regina NacoZinha, está a comemorar 10 anos e para festejar, ela fez um convite muito especial, ao qual eu não podia resistir.
Já nem consigo dizer o tempo certo em que o descobri mas sei que foi através de outras meninas e por outros blogues que entrei no NacoZinha e aos poucos comecei a conhecer a pessoas maravilhosa por detrás dele. Amante da natureza (flores sobretudo) e uma amante de culinária, tal como eu.



A Regina deixou-nos algumas perguntas para o seu desafio e aqui estão as minhas respostas:

1-O que significa ter um blogue de culinária e o que este lhe proporciona?

R:Ter um blogue, é sobretudo ter a paixão pela cozinha, por descobrir novas receitas e partilhar depois o que vamos cozinhando com os outros, na esperança de alguma forma podermos inspirar também outras pessoas. Tem-me proporcionado conhecer pessoas maravilhosas como a Regina e com elas vou também aprendendo muito...

2-Como conheceu o NacoZinha?

R: Como eu disse atrás, descobri através de outras bloggers e até hoje, tem sido um prazer partilharmos este gosto e ver as suas deliciosas partilhas.

3-Já fez alguma receita do NacoZinha? Qual ou quais?

R: Ainda não,  mas tenho de tratar disso pois seria um pecado além de que são sempre maravilhosas.

4-O que mais gosto de ver no seu "cantinho" 
R:A suas receitas simples, praticas e sobretudo com um ar sempre apetitoso! Um blogue cuidado e vê-se que em cada partilha tem um toque de amor.

Parabéns uma vez mais querida Regina e é com muito prazer que participo e entrei neste seu desafio. E espero sinceramente, que possamos festejar por muitos e bons anos o aniversário do blogue  e a nossa amizade que ultrapassa fronteiras e continentes. Um beijo enorme com muita amizade e estima!
Para ti esta flor...
Resultado de imagem para flores

Queijadinhas de Leite

Já tenho aqui uma outra versão mas estas queijadinhas, são ainda mais simples e acreditem:
são uma tentação!





500 ml leite
3 ovos
20 g manteiga derretida na hora
300 g açúcar 
50 g farinha
30 g de maizena
Raspa de meio limão







Leve ao lume o leite, com a casquinha de limão até este começar a querer levantar fervura. Retire do lume e reserve.
Pré-aqueça o forno a 170º C.
Peneire para dentro de um recipiente, as farinhas com o açúcar. Junte a manteiga derretida e os ovos (um a um mexendo entre cada adição). Finalmente o leite em fio e se quiser adicione também umas raspinhas de limão. Mexer até ficar uma mistura homogénea e uniforme.
Unte as forminhas com manteiga e preencha-as com o creme de leite e ovos. Leve ao forno em banho-maria, por cerca de 35 minutos, a cerca de 175ºC. No entanto, ir vigiando e quando estiver firme no centro retire.
Deixe arrefecer um pouco e desenforme. 

Sirva-as simples ou polvilhadas com açúcar em pó.




Firmes por fora mas cremosas no centro, hummmmm!

Risotto de Tomate na Frigideira com Cogumelos e Rúcula

Um prato bem reconfortante seja de inverno ou de verão e, a prova disso, é que um dia destes foi o meu almoço. Acreditem, mesmo com o calor que se faz sentir, este risotto soube-me pela vida...




1 lata de cogumelos laminados Ferbar
2 tomates maduros, em pedaços
2 chalotas
2 dentes de alho
150 g de Arroz Carnaroli 
3 c. sopa de vinho branco
800 ml de caldo de legumes
2 c. sopa de manteiga
1 mão cheia de folhas de rúcula
80 g de queijo cheddar ralado (usei kerrygold)




Lave e pique as chalotas e refogue-a na frigideira, com um fio de azeite. Junte os dentes de alho e deixe dourarem. Junte então os cogumelos laminados e refogue mais um pouco.Depois de dourar, adicione o tomate picado. Deixe que este amoleça e reduza e só depois juntar o arroz. Mexa e refresque com o vinho branco. Assim que o liquido evaporar, junte um pouco de caldo, juntando mais à medida que ele vai sendo necessário. Mexer de vez em quando e até o arroz ficar no ponto (cerca de 18 ou 20 minutos), sempre em lume baixo.
Apague o lume e só depois juntar a manteiga, o queijo ralado e as folhas de rúcula, envolvendo-os delicadamente no arroz.
Sirva de imediato!


Beijinho e bom fim de semana!

Bolo Rápido e Simples de Cenoura e Limão

Simples mais simples não há, e um bolo que decerto vai desaparecer num instante aí em casa.
Já agora, e porque está quase a chegar a hora do chá, não o querem ir fazer?
Olhem que não se vão arrepender...




250 g cenoura
Casca de 1 limão
4 ovos
1 iogurte
200 g de açúcar
200 g de farinha
1 c. sopa de fermento p/ bolos
2 c. sopa de coco ralado






Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte uma forma de coroa com margarina e polvilhe com farinha. Reserve.
Peneire para uma tigela, a farinha, o fermento e o coco ralado. Reserve.
Lave e descasque as cenouras. Coloque-as na liquidificadora assim como os ovos e a casca de limão e triture até obter uma mistura homogénea. Junte o açúcar, o iogurte e bata por alguns minutos até conseguir uma mistura lcremosa e lisa.
Deite este creme sobre os ingredientes secos e envolva delicadamente com a ajuda de um fouet, de modo a ficar tudo bem incorporado.
Transfira a massa para a forma untada e leve ao forno a cozer por cerca de 40 minutos. 
Retire do forno, espere que arrefeça e só depois desenformar.
Sirva simples ou com uma cobertura de chocolate.


Bolo Salgado de Curgete e tomate Cereja

Um bolo salgado incrivelmente delicioso, húmido e fofo.
Deixo-vos a receita e o desafio, para que o experimentem fazer também!





200 gr de farinha
1 c. sopa de fermento tipo Royal
100 g de queijo (usei parmesão e cheddar da Kerrygold), ralados
1 curgete
5 ou 6 tomates cereja
3 ovos
80 ml de óleo ou azeite
50 ml de água
50 ml de cerveja
Sal e pimenta q.b.

Acessórios:
Mandolina Borner










Batam os ovos com o óleo ou azeite e aos poucos vá juntado a farinha, peneirada com o fermento. Envolva o queijo ralado na mistura e gradualmente a água e a cerveja (podem usar só água).
Deite a massa, numa forma redonda com buraco (forrada com papel vegetal), e decore ao redor com o tomate cereja e a curgete em fatias finas (cortei com a mandolina Borner) dispondo como desejar.




Leve ao forno pré-aquecido nos 170ºC por cerca de  40 minutos.


Sabe bem morno ou frio mas acreditem, no outro dia ainda sabe melhor.
Beijinho e feliz Quarta-feira!