Pin It button on image hover

Migas de Broa com Couve e Feijão Frade

Como Alentejana, adoro umas boas migas e estas, ficaram absolutamente deliciosas!

Mais uma vez a minha Companion a dar o seu melhor!






250 g de broa de milho
Meia cebola
6 dentes de alho
60 gr de azeite
200 g de couve já ripada (para caldo verde)
1 lata de feijão frade, cozido (usei 300 g)
2 c. sopa de vinagre
Sal e  pimenta q.b.







Deitar na taça da Companion, com a lâmina de amassar/triturar, a broa cortada em pedaços. Dê uns toques de turbo, até esta ficar triturada (mas não demasiado). Retire para uma taça e reserve.
Sem lavar a taça mas agora com a lâmina ultrablade, coloque os dentes de alho descascados, a cebola e pique na Velocidade 10, por 25 segundos. Com a ajuda da espátula baixe os ingredientes agarrados nas paredes da taça e troque a ultrablade, pela a lâmina de amassar/triturar.
Junte o azeite e programar 5 minutos a 100º C na Velocidade 2.
Adicionar a broa, a couve (previamente escaldada por 5 minutos, em água a ferver) e o feijão frade e seleccionar o programa slowcook P1 por 5 minutos.
No último minuto, junte um pouco de vinagre a gosto.



Espero que gostem e experimentem!

Rolinhos de Camembert com Bacon e Presunto

Uma entrada muito simples, mas que aqui em casa resulta sempre num sucesso...





1 a 2 queijos camembert, sem a casquinha branca
Tiras de bacon q.b., usei da Primor
Fatias de presunto q.b.




 Corte o camembert em tiras da largura de um dedo. Comece por enrolar na tira de Bacon e depois na fatia de Presunto. Leve ao forno a 200ºC, até derreter o queijo e o presunto ficar estaladiço.

Agora é só deliciarem-se, com esta maravilhosa entrada!

Torta de Natal de Chocolate com Recheio de Creme de Ovos

Cá estou eu a partilhar mais um daqueles doces que também não podem faltar na decoração da mesa e no rol de sobremesas de Natal. O Tronco de Natal, desta vez na versão de chocolate e amêndoa e com um recheio delicioso de creme de ovos, feito na Companion xl, a minha grande ajudante desta época Natalícia!




6 ovos
120 g de açúcar
60 g de farinha
60 g de amêndoa moída, Vahiné
2 c. sopa de cacau em pó Condi
1 c. chá de aroma de baunilha Vahiné
25 g de manteiga derretida, Primor
1 pitada de sal

Creme de Ovos:
1 c. sopa, de farinha maizena
180 g de açúcar
280 ml de água
8 gemas





Comece por fazer o creme de ovos:
Coloque na taça da Companion com o acessório batedor, a colher de farinha, o açúcar, as gemas e a água e seleccionar o Programa Sobremesas mas a 95ºC, por 5 minutos e na velocidade 7. 



Retire o creme para uma taça ou pirex, mexa vigorosamente e deixe arrefecer, reservando.

Entretanto, untar com manteiga e forrar com papel vegetal, um tabuleiro que possa ir ao forno.
Peneirar para uma taça a farinha com o cacau e a amêndoa moída. Reservar.
Na taça com o acessório batedor, colocar as claras e uma pitada de sal e programar 5 minutos na Velocidade 7,  sem usar a tampa de vapor. Retire as claras para uma tigela e reserve no frigorífico.
Sem lavar a taça e com o mesmo acessório, deitar as gemas, o açúcar, a manteiga e o aroma de baunilha e programar 35º C, Velocidade 8 por 7 minutos. Junte a farinha, a amêndoa moída  e o chocolate em pó e programar Velocidade 8 por 15 segundos. Finalmente e com a ajuda da espátula, envolver delicadamente as claras reservadas, no creme de chocolate e verter a massa para o tabuleiro. Leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, por 10 a 12 minutos.
Virar a torta para cima de um pano polvilhado com açúcar e, com a ajuda deste, ir enrolando a massa cuidadosamente. Deixe arrefecer.
Desenrolar depois a torta, com muito cuidado, até ficar de novo estendida.
Espalhar o creme de ovos pela base, e enrolar de novo cuidadosamente.


Colocar a torta num prato de servir, e agora é só darem largas à imaginação e decorarem a vosso gosto.


Beijinho e continuação de Boas Festas!

Pão-de-Ló de Alfeizerão

Com as bordas fofinhas e um centro cremoso este é o pão-de-ló do qual ninguém prescinde, ter (e comer) na mesa de Natal.






2 ovos + 7 gemas
9 c. sopa de açúcar
7 c. sopa de farinha de trigo, com fermento
Manteiga, para untar a forma





Forre uma forma redonda untada com manteiga com dois quadrados de papel vegetal, também eles untados. Pré-aqueça o forno a 200º C.
Deite os 2 ovos inteiros para a taça da Companion com o acessório batedor e junte o açúcar.
Programar a Velocidade 6, durante 8 minutos. Nos últimos 6 minutos juntar as gemas pela tampa de vapor.
Findo o tempo, programar a Velocidade 5 por 30 segundos de modo a envolver a farinha no preparado. Deite a massa na forma e leve ao forno por 8 a 10 minutos.

Retire do forno e deixe que arrefeça e baixe ligeiramente.


Beijinho e um doce dia de Natal!

Pasteis/Bolinhos de Bacalhau

O aproveitamento perfeito, para o bacalhau que sempre sobra da ceia de Natal, verdade? E estes para além de terem sido feitos na minha Companion xl,  no fim em vez de serem fritos foram também colocados na minha Genius, a Actifry da Tefal. Sairam sequinhos e deliciosos!






600 g de Bacalhau, previamente demolhado (ou já cozido se forem sobras)
700 g de batata, para cozer
1 cebola
2 dentes de alho
Sal e pimenta e noz-moscada q.b.
1 a 2 ovos inteiros
1 ramo de salsa fresca





Descasque a batata e corte-a em pequenos quartos.
Deite na taça da Companion 0,7 l de água de água, encaixe o cesto de cozedura a vapor com as batatas lá dentro assim como as postas de bacalhau (saltem este passo caso usem o bacalhau que sobrou da ceia de Natal). Seleccionar o programa de vapor/steam, por 30 minutos.
Retire as peles e as espinhas ao bacalhau. Entretanto retire toda a água da taça.
Descasque a cebola e os dentes de alho e coloque na taça com a lâmina picadora/ultablade, juntamente com a salsa (aqui a quantidade é ao vosso gosto) e programar 10 segundos na velocidade 10.
Junte o bacalhau e programar 15 segundos na velocidade 12. 
Substitua agora a lâmina pelo acessório batedor e adicione as batatas cozidas assim como o ovo e programe 1 minuto na velocidade 10.



Rectifique os temperos e retire a mistura da taça para uma tigela.
Molde os pasteis com a ajuda de 2 colheres de sopa, e coloque-os num tabuleiro pequeno forrado com papel vegetal. Leve ao congelador por cerca de 20 minutos ou até ficarem mais sólidos. 
Coloque-os (poucos de cada vez) na cuba da Actifry, seleccionando o modo 3 ou até ficarem douradinhos.


Beijinho e espero que gostem de mais esta proposta!

Azevias de Batata Doce e Amêndoa

O que seria do Natal sem as Azevias na mesa? E, embora já tenha aqui no blogue outras versões, hoje trago aqui, estas que não podia deixar de partilhar também.
E acreditem: ainda estão quentinhas, acabadinhas de fazer e com uma massa super estaladiça...




Massa:
220 g de farinha T55
20 g de manteiga, sem sal
20 g de banha de boa qualidade, à temperatura ambiente
15 ml de aguardente
100 g de água
1 pitadinha de sal fino
Recheio:
300 g de puré de batata doce (assei no forno, depois de bem lavada, e retirei-lhe a polpa)
120 g de miolo de amêndoa Vahiné
250 g de açúcar em pó
70 g de água
1 c. sobremesa de canela em pó Margão
Raspa de 1 limão

Mistura q.b. de açúcar e canela em pó




Para a massa:

Colocar na taça da Companion,com a lâmina amassar/triturar, a manteiga e a banha e programar 1 minuto a 100ºC na Velocidade 4. Junte depois a água e os restantes ingredientes para a massa e programar 30 segundos na Velocidade 8, para misturar. Depois, seleccionar o programa Massas P1. Retire e deixe descansar dentro da taça, por cerca de 2 horas.
Para o recheio (eu fiz de véspera):
Coloque na taça da Companion o açúcar (usei em pó) e a água e programar 4 minutos, 120ºC na Velocidade2. Acrescente a  batata doce e a amêndoa e programar a Velocidade 10 por 30 segundos.
Acrescente a canela e a raspa do limão e programar a Velocidade 4, 100ºC por 4 minutos.
Deite o preparado num recipiente e deixe arrefecer completamente.

PS: Eu como disse fiz o recheio na véspera, assando no forno a batata doce depois de bem limpa e cortada em quartos, por cerca de 40 a 50 minutos. Retirei toda a polpa e segui os passos seguintes acima mencionados.

Numa superfície polvilhada com farinha, estenda a massa, o mais fina possível, com a ajuda de um rolo e recheie com pequenas colheradas de creme de batata doce e amêndoa. Feche, selando bem as pontas e frite em óleo quente,
Retire à medida que vão dourando e colocando as azevias sobre papel absorvente.

Dica:Só quando arrefecerem um pouco, as devem envolver na mistura de  açúcar e canela.



Bolo Rei Com Abóbora e Frutas Cristalizadas

Este ano, deixo aqui um Bolo-Rei diferente mas igualmente delicioso e que mesmo ao fim de 3 dias (quando o conseguimos acabar de comer de tão grande que era), ainda estava fofinho e apetitoso!






600 g farinha de trigo T55 s/fermento
100 g de fécula de batata
130 g de manteiga
150 ml leite
11 g fermento seco tipo Fermipan (uma saqueta)
150 g de açúcar amarelo
3 ovos
1 pitada de sal fino
30 ml de Vinho do Porto
Raspa de 1 laranja
1/2 cháv. de fios de abóbora, previamente cozida e escorrida
1 cháv. de frutos secos (amêndoa, pinhões, nozes e passas)
1 cháv. de fruta cristalizada
Marmelada em tiras, q.b.
1 gema diluída num pouco de água, para pincelar o bolo
Açúcar em pó, para decorar









Coloque na taça da Companion, com o acessório amassar/triturar, o leite e a manteiga. 
Programar a Velocidade 2 a 40º C por 4 minutos. Junte então o fermento seco, os ovos, a farinha, a fécula, o açúcar amarelo, o vinho do porto, a pitada de sal e a raspa da laranja. Seleccionar o programa Massas P1.
Retire a massa da taça, com a ajuda da espátula e deite-as num pirex alto, polvilhado com farinha.
Tape com um pano limpo de cozinha ou película aderente e deixe a a levedar por uma a duas horas em lugar quente (por norma coloco dentro o forno que previamente aqueci a 50ºC e depois desligo). Findo o tempo, deite  a massa numa superfície enfarinhada e trabalhe-a um pouco, enquanto vai adicionando a abóbora em fios, os frutos secos e os cristalizados, de modo a tudo ficar bem envolvido e homogéneo. Com as mãos, dê à massa a forma de argola e se necessário no meio da massa, coloque uma forminha de queque.
Pincele o bolo-rei com a gema previamente diluída num pouco de água. Decore com um poco mais de frutos secos e cristalizados aos cubos e as tiras de marmelada.
Polvilhe pelo bolo "montinhos" de açúcar em pó e deixe-o a levedar mais um pouco (cerca de 30 minutos a uma hora).
Leve ao forno pré-aquecido a 180º C, por cerca de 35 minutos.






Chocos Cremosos em Molho de Tomate e Natas do Mar

Mais uma vez a minha Companion a não me desiludir e desta vez com uns Chocos que ficaram para lá de deliciosos!!






1.500 kg de chocos limpos
2 cebolas em quartos
3 dentes de alho
5 cl de azeite
300 g de polpa de tomate
3 cl de vinho do Porto
150 g de um pacote de Natas Parmalat Sabores do Mar
20 cl de caldo de legumes
Coentros frescos picados, Aromáticas Vivas





Coloque na taça da Companion com a ultrablade, a cebola e os dentes de alho. Picar na Velocidade 11 por 10 segundos.
Substituir a lâmina pelo acessório misturador e com a espátula baixar a cebola e alho que ali se tenham alojado, baixando para o fundo da taça. Juntar o azeite e o Vinho do Porto e sem a tampa de vapor seleccionar o programa Cozedura Lenta P1 a 130ºC por cerca de 6 minutos.
Juntar os chocos limpos, a polpa de tomate, o caldo de legumes e temperar de sal e pimenta. Manualmente seleccionar 120ºC na Velocidade 3 por cerca de 30 minutos.
Juntar as natas Sabores do Mar e programar mais 6 minutos a 120ºC na Velocidade 4.

Guarnecer com os coentros picados e servir com arroz branco.



Beijinho e uma feliz Quarta-feira!